top of page

PUBLICIDADE

educacao.gif

Notícias

Conselho Nacional de Turismo promove instalação de Câmaras Temáticas

Grupos discutirão avanços em 13 diferentes campos do setor e vão assessorar tecnicamente o Ministério do Turismo



Uma reunião nesta terça-feira (30.01), em Brasília (DF), marcou a instalação de 13 Câmaras Temáticas do Conselho Nacional de Turismo (CNT), que assessora o Ministério do Turismo no desenvolvimento de políticas públicas. Os grupos, cuja formalização se deu no primeiro encontro ordinário do CNT em 2024, discutirão temas como legislação, regionalização, qualificação, promoção e apoio à comercialização e turismo de eventos.


As Câmaras Temáticas do CNT, compostas por gestores públicos, privados e representantes da sociedade civil e da academia, também abordarão o incentivo ao turismo doméstico; sustentabilidade e ações climáticas; transportes multimodais e infraestrutura; crédito e atração de investimentos; turismo social; competitividade, inovação e pesquisa; segurança turística e o estímulo ao turismo em comunidades tradicionais, negras e indígenas.


O secretário Nacional de Planejamento, Sustentabilidade e Competitividade do MTur, Milton Zuanazzi, comandou a reunião e enalteceu a contribuição dos grupos. “No passado, criamos a Lei Geral do Turismo dentro das Câmaras Temáticas, criamos um grande programa de turismo responsável dentro das Câmaras Temáticas. Então, há um conjunto de exemplos de conquistas que queremos revitalizar, com os novos tempos e as novas demandas”, apontou.


O encontro contou com a presença de Janara Braga, chefe de Gabinete do ministro do Turismo, Celso Sabino, que agradeceu a colaboração do CNT. Também presente, o presidente da Embratur, Marcelo Freixo, ressaltou a importância do trabalho conjunto. “O Conselho é extremamente representativo, porque quem faz o turismo acontecer na ponta são vocês. Então, é muito decisivo que esse Conselho volte a atuar de uma maneira sistemática”, observou Freixo.


Durante a reunião desta terça-feira, foram discutidas, ainda, as contribuições dos membros do CNT em relação a minuta do Plano Nacional de Turismo 2024-2027. O documento, que norteia ações para o desenvolvimento do setor ao longo do período, resulta de avaliações e colaborações do Conselho. O objetivo do processo é proporcionar amplo debate, a construção coletiva do texto e subsidiar o seu posterior lançamento pelo Poder Executivo.


RECOMPOSIÇÃO - Reinstalado na atual gestão do MTur, o Conselho Nacional de Turismo teve os seus 90 membros empossados durante encontro realizado no Salão Nacional do Turismo, em dezembro de 2023, na capital federal. A nova composição do CNT é fruto de um processo seletivo que buscou ampliar a participação de organizações da sociedade civil, a fim de qualificar o planejamento de ações.


De forma inédita, o Conselho dispõe agora de entidades como a Associação Brasileira dos Promotores de Eventos (ABRAPE), a Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil, o Coletivo Brasileiro Pelo Turismo Responsável (Coletivo Muda!) e o Serviço Social do Comércio (SESC), com mandatos de dois anos. Também houve a inclusão da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Turismo (ANPTUR), do Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura (CLAEC) e da Rede Brasileira de Observatórios de Turismo (RBOT).


Outra novidade é a participação, agora na condição de membros permanentes, da Confederação Nacional de Municípios (CNM), da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados (CTUR), da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado Federal (CDR), do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur) e da Associação Nacional de Secretários e Dirigentes Municipais de Turismo (Anseditur).


O CNT passou a contar, ainda, com representantes dos ministérios do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, da Igualdade Racial, dos Povos Indígenas e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A presença dos órgãos amplia a abordagem de temas a exemplo dos direitos das mulheres, das comunidades tradicionais, meio ambiente, igualdade racial e do combate à exploração sexual de crianças e adolescentes no turismo.

0 comentário

Comments


site_marencanto.png
Senai_Futuro_Digital.jpg
site_marencanto.png
WebBanner_300x300_Buriti.jpg
bottom of page