top of page

PUBLICIDADE

educacao.gif

Notícias

Embratur assina acordo para promover o Turismo Responsável no Brasil



A Embratur e o MUDA! Coletivo Brasileiro pelo Turismo Responsável assinaram um Acordo de Cooperação Técnica que prevê a troca de informações e inteligência para a promoção de produtos e experiências brasileiros comprometidos com o turismo responsável no exterior. O acordo foi assinado pelo presidente da Embratur, Marcelo Freixo, e pela representante e conselheira do Coletivo MUDA!, Solange Barbosa.


“Nós do Coletivo MUDA! acreditamos que este é um grande passo para fortalecermos e darmos voz às iniciativas que estão realmente comprometidas com um turismo que gera impactos positivos para todos e que promove a diversidade. A pauta do turismo responsável precisa estar na agenda de políticas públicas para inspirar que todo o setor também abrace essa necessária jornada”, destacou Solange Barbosa, CEO da Rota da Liberdade.


A iniciativa corrobora os propósitos tanto da agência, quanto do coletivo, que estão dedicados a fortalecer o turismo sustentável no Brasil e posicionar o país como um destino que está comprometido com o combate às mudanças climáticas, o desenvolvimento social e a valorização e conservação da sociobiodiversidade e de nossas culturas.


A Embratur também assinou um acordo de cooperação com a Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (Abeta). “A Embratur está se unindo a duas instituições que são importantíssimas no ecossistema do nosso turismo e não tenho dúvidas de que essas parcerias vão render muitos frutos e criar um ambiente ainda mais saudável para o visitante estrangeiro vir e querer voltar sempre”, afirmou Marcelo Freixo.


Conselho Nacional do Turismo


O MUDA! também foi uma das novas 48 entidades que passaram a integrar o Conselho Nacional do Turismo e tomou posse no Salão Nacional do Turismo. “Estamos felizes de ver que o Conselho está se diversificando e abrindo espaço para temas que são urgentes no turismo. A chegada do MUDA!, assim como dos representantes dos ministérios dos Povos Indígenas, da Igualdade Racial e do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome mostra que o Brasil está realmente comprometido com a agenda da diversidade e inclusão, das comunidades tradicionais, da preservação e da sustentabilidade”, acredita Solange.


O Conselho Nacional do Turismo definiu a criação de 13 novas câmaras temáticas que vão trabalhar com áreas prioritárias. Após a aprovação de 12 câmaras, alguns representantes encontraram resistência para a proposta da criação da 13ª câmara de Incentivo ao Turismo em Comunidades de Matriz Africana, Indígenas e Tradicionais.


“Se nós estamos falando em união e reconstrução, precisamos reconstruir também o papel dos povos originários e ouvi-los. O termo “social” apenas não está nos contemplando. Se desse certo, nós não estaríamos aqui”, afirmou Isadora Bispo, do Ministério da Igualdade Racial.


Informação: Mercado e Eventos

0 comentário
site_marencanto.png
Senai_Futuro_Digital.jpg
site_marencanto.png
WebBanner_300x300_Buriti.jpg
bottom of page