top of page

PUBLICIDADE

educacao.gif

Notícias

Mobiliza SLZ se consolida como espaço de conexões, pluralidade, negócios e cidadania

Terceira edição confirma potencial do movimento para gerar oportunidades e conexões de forma criativa e inovadora. Programação segue até o dia 10 de setembro e celebra 411 anos de São Luís.

Após quatro dias de programação, São Luís vive literalmente um caso de amor com o Mobiliza. Esse encontro tem levado magia e encantamento para ruas, praças, praias, estabelecimentos privados, becos e avenidas, salas de cinema, espaço de feiras, coworkings, com o movimento “se amostrando bonito” desde as primeiras horas do dia até o encerramento das atividades, nestas noites estreladas de setembro, em São Luís!


Enamorada, a cidade-ilha se entregou faceira ao universo dos encontros felizes entre a alegria e a criatividade e, sem perder a ternura, virou palco para uma série de debates plurais e necessários sobre sustentabilidade, inclusão, empoderamento de minorias, empreendedorismo criativo, cultura como negócio e muitos outros.

Em quatro dias, mais de 60 ações estiveram em cena deixando legados para além do aspecto financeiro, ao consolidar o movimento no calendário da cidade como construção coletiva e como espaço gerador de oportunidades. Porém, o saldo mais evidente é o empoderamento dos criativos como agentes de transformações e um sentimento de reconhecimento crescente ao poder das conexões que permeiam essa imensa rede colaborativa criada pelo Mobiliza desde a primeira edição.


“Um movimento feito por pessoas e para pessoas, o Mobiliza realmente se transforma a cada edição em um espaço plural e de oportunidades, sublinhando o potencial criativo da nossa gente e, sobretudo, como manifestação de seus habitantes e de celebração à cidade e aos seus empreendedores criativos”, explica Mauro Borralho, diretor Técnico do Sebrae.


Movimento de empreendedorismo e cidadania

Após quatro dias, o Mobiliza segue gerando oportunidades em espaços como a Feirinha Florescendo Mulheres Empreendedoras, voltando-se para o fortalecimento da economia criativa e para a transformação da realidade das mulheres participantes. Nesta edição, são 17 delas, expondo artesanato, gastronomia, brechó e artigos de papelaria, de muita beleza e criatividade, que conquistam admiradores em grande número.

Mas além disso, o Mobiliza não foge da luta, ao decretar o bairro da Cidade Operária como território antirracista. Trazendo para a agenda o debate sobre empreendedorismo criativo e temas como preconceito racial, o bairro abriga o evento “Cidade Operária: Território Criativo e Antirracista”, organizado pela Fundação Justiça e Paz se Abraçarão.


Até o dia 9, o local se transmuta em espaço de diálogo e capacitação de adolescentes e jovens em áreas como gamificação e aprendizagem digital, enfatizando a luta antirracista. O evento reúne artistas, acadêmicos, ativistas e toda a comunidade para criar “um ambiente de diálogo, enfrentamento e inspiração”, analisa Elivânia Estrela, superintendente da Fundação Justiça e Paz se Abraçarão.


“Como um abraço de acolhimento e uma janela de oportunidades e de valorização da nossa comunidade, assim enxergamos o Mobiliza SLZ neste tão esperado encontro com a Cidade Operária”, disse ela, lembrando que a programação inclui atrações culturais e atividades que objetivam a proteção e defesa de crianças e adolescentes, e também apresentações como o Baião de Seis, Boi de Santa Fé e muito mais.

Mercado criativo e apoio ao empreendedor no acesso ao crédito

Outro destaque do Mobiliza, a segunda edição do “Café com Criativos”, realizada pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Inovação, Sustentabilidade e Projetos Especiais -Semispe, reforçou os eixos de consumo, cultura, mídia e tecnologia na economia criativa. E serviu de palco para a apresentação de dados e indicadores do mapeamento dos setores de criatividade e inovação de São Luís e para o anúncio do lançamento – para breve – da Plataforma Ilha Criativa. O projeto pretende criar ambientes de relacionamento e de experimentação de soluções para territórios e segmentos econômicos, com metodologias e estratégias que impulsionem o ecossistema local, envolvendo pessoas, coletivos, organizações e comunidades.

Já o Painel de Mídia e Consumo, trouxe para o Mobiliza informações sobre o mercado de mídia na capital. Com participação do publicitário Felipe Ladeira, foi apresentada a Pesquisa Mídia e Consumo, plataforma online que permite aos usuários obter dados por meio de gráficos dinâmicos, proporcionando entendimento sobre hábitos de consumo de mídia, entre outros. Também foi lançada versão da plataforma patrocinada pelo Sebrae, com acesso gratuito à parte dos dados da pesquisa.

Crédito ao empreendedor – No auditório do SINE, no bairro do Anjo da Guarda, Sebrae e Banco do Nordeste firmaram parceria para o atendimento de empreendedores do CrediAmigo, marcando o início da Ação de Crédito, organizada pelas duas instituições abrigada na programação do Mobiliza. Com a iniciativa, empreendedores financiados pelo CrediAmigo vão receber orientações, consultorias e apoio para expansão e fortalecimento da gestão de seus negócios.


Artes cênicas e projeto Caminhos da Boiada em destaque

No Mobiliza, as artes cênicas ganharam destaque em dois momentos. No Cine Sesc, na manhã desta terça-feira (dia 4), o momento foi de cineminha para alunos da UEB Monsenhor Frederico Chaves. Numa parceria com o “Cine Sesc”, o Mobiliza trouxe na sua programação um momento para despertar nas crianças um olhar crítico e reflexivo sobre as produções audiovisuais. Foram exibidos quatro curtas metragens de animação e ficção, na ocasião.

Celebrando 15 anos de existência, o festival “Maranhão na Tela” foi aberto oficialmente em noite de emoção, nesta segunda-feira (04). A abertura, conduzida pela atriz Áurea Maranhão, contou com homenagens à atriz Dira Paes, à maranhense dona Pureza, cuja luta inspirou filme homônimo protagonizado por Dira; e ao poeta maranhense Celso Borges.

Na abertura para convidados, duas sessões do filme “Tire 5 cartas”, gravado no Maranhão, com roteiro do cineasta Joaquim Haickel e protagonizado pela atriz Lilia Cabral. O Maranhão na Tela segue até o dia 9, com exibições no Kinoplex do Golden Shopping e no Teatro Municipal de São Luís (antigo Cine Roxy). Em formato presencial, o festival exibe este ano peças artísticas da obra ‘Santos Juninos’, de Wal Paixão.


Já a Fábrica Santa Amélia, no Centro de São Luís, recebeu a apresentação dos produtos tecnológicos gerados a partir do mapeamento de 100 grupos de bumba meu boi da Grande Ilha. geradas pelo Projeto Caminhos da Boiada, frutos de parceria entre o Sebrae e a UFMA.


Por meio da parceria, o projeto de extensão da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) realizou pesquisa de campo qualitativa e escuta ativa com brincantes nos municípios de São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar para assimilar o universo simbólico de cada grupo. Como resultado, foi traçado um diagnóstico sobre as condições para promoção do turismo de experiências nos barracões.


Dentre as ferramentas elaboradas pelo Caminhos da Boiada estão a segunda versão de um mapa impresso e um website. A página hospeda fotos e histórico dos participantes, um apanhado dos sotaques de bumba meu boi e um dispositivo de colaboração para dar visibilidade às entidades que ainda não foram mapeadas. Também por meio da iniciativa, está em fase de desenvolvimento um aplicativo para celular que será lançado em breve.


Na programação, realizada no auditório da Fábrica Santa Amélia, Centro da capital maranhense, foi validada uma carta de necessidades desses grupos culturais. Por meio do projeto, o consumo cultural ganhará novas dimensões, favorecendo o protagonismo dos brincantes de bumba-meu-boi.


Aplicativo traz programação do Mobiliza SLZ


Para quem não quer perder nada do Mobiliza 2023, o App Mobiliza 2023 concentra toda a programação e está disponível gratuitamente nas versões para iOS e Android. Para baixar, basta clicar no link do destaque “App Mobiliza” no Instagram @mobilizasaoluis. “Convidamos todos para participar e aproveitar essa movimentação que enche São Luís de luz e cor e faz a diferença na vida dos criativos da capital, inspirando e estimulando conexões”, convidou a coordenadora do Mobiliza, Danielle Abreu.


Informação: Mobiliza SLZ


0 comentário

Comments


site_marencanto.png
Senai_Futuro_Digital.jpg
site_marencanto.png
WebBanner_300x300_Buriti.jpg
bottom of page