top of page

PUBLICIDADE

educacao.gif

Notícias

MTur discute apoio de parlamentares a conferências da ONU para o clima

Ministra substituta do Turismo, Ana Carla Lopes, se reuniu nesta terça-feira (17.10) com representantes da Comissão da Amazônia, Povos Originários e Tradicionais da Câmara dos Deputados e de órgãos do governo federal

A participação de parlamentares nas conferências das Nações Unidas para o Clima deste ano, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos (COP-28), e de 2025, em Belém (PA), (COP30), foram o assunto de reunião nesta terça-feira (17.10), em Brasília (DF), entre integrantes do governo federal e da Comissão da Amazônia, Povos Originários e Tradicionais da Câmara dos Deputados.


Os eventos internacionais reúnem anualmente lideranças mundiais com o objetivo de debater soluções contra o aquecimento global e iniciativas que permitam criar alternativas sustentáveis à vida na Terra. No encontro desta terça-feira, a ministra substituta do Turismo, Ana Carla Lopes, frisou a importância do diálogo junto aos congressistas.


“O Parlamento precisa ser ouvido como um protagonista dessas agendas internacionais, é nesses eventos que nos faremos ser ouvidos. Então, contem com o Ministério do Turismo”, declarou Ana Carla em nome do ministro do Turismo, Celso Sabino, que participa esta semana, no Uzbequistão, de Assembleia Geral da Organização Mundial do Turismo (OMT).


A ministra substituta do Turismo ressaltou que deputados e senadores podem ajudar na preparação do setor turístico para a COP-30, por meio da destinação de emendas parlamentares a ações como a oferta de cursos de qualificação profissional a povos tradicionais, a realização de obras de infraestrutura turística e a promoção de atrativos locais, entre outras.


Ana Carla lembrou que o MTur disponibiliza uma cartilha com orientações neste sentido, detalhando as possibilidades de apoio de congressistas a projetos do órgão. A presidente da Comissão da Amazônia, Povos Originários e Tradicionais da Câmara, Célia Xakriabá, destacou a contribuição de comunidades indígenas a ações de combate à crise climática.


“Nesse momento, não vai existir possibilidade de vida no planeta se não assegurarmos a vida dos povos indígenas. Nós somos a última solução para barrar a crise climática. E o turismo, também é o momento de pensar aqui. O PIB da cultura e do turismo é muito mais alto do que da destruição da mineração e do garimpo ilegal”, sustentou a deputada.


O encontro sobre as COP 28 e 30 também reuniu integrantes da equipe técnica do Ministério do Turismo, diversos deputados federais e representantes dos ministérios da Saúde e dos Povos Indígenas, além da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) e do Governo do Pará.


Informação: Ministério do Turismo

0 comentário

Comments


site_marencanto.png
Senai_Futuro_Digital.jpg
site_marencanto.png
WebBanner_300x300_Buriti.jpg
bottom of page