top of page

PUBLICIDADE

educacao.gif

Notícias

Mudanças climáticas já afetam turismo no Brasil, diz pesquisa

Levantamento também mostra que realização da COP-30 no Brasil é vista como importante para país, para região Norte e para Belém



O turismo no Brasil já sente os impactos das mudanças climáticas. É o que revela um estudo feito pelo Instituto de Pesquisa em Reputação e Imagem (Ipri), encomendado pelo Ministério do Turismo.

Os dados mostram que 63% dos entrevistados concordam que a atividade do turismo é prejudicada pelas mudanças climáticas como chuva, seca forte ou calor/frio extremo.


Ao todo, 27% dos entrevistados afirmaram ter desistido de uma viagem ao Brasil motivados por efeitos de alteração de clima.


A pesquisa ouviu 2.029 pessoas, com idade a partir de 16 anos, nas 27 unidades da federação. A maior parte classificou que festivais de música, congressos e shows de artistas internacionais são considerados importantes ou muito importantes para o fomento do turismo.


Nesse contexto, o estudo quis saber se os entrevistados sabem que o Brasil vai sediar a Conferência sobre Mudanças Climáticas das Nações Unidas (COP-30), em 2025. Aproximadamente 23% das pessoas ouvidas têm conhecimento do evento.


Quando perguntados sobre a importância do Brasil, da região Norte e da capital do Estado do Pará sediar a COP, sete em cada dez entrevistados confirmaram a importância da realização da conferência.


Atividade econômica


A pesquisa aponta ainda que o turismo é visto pelos brasileiros como uma atividade muito importante para a economia, atrás apenas dos setores de tecnologia e do comércio.


Essa percepção é maior entre os moradores das regiões Sul, Sudeste e Nordeste. No geral, seis em cada dez brasileiros acreditam no potencial para exploração do turismo como atividade econômica.

O levantamento também mostra que a exploração do turismo é associada com benefícios para as cidades, mesmo quando alguns prejuízos apareçam. Essa é a opinião de 79% da amostra.


Ainda de acordo com o estudo, o setor é percebido como importante em todos os atributos testados: geração de emprego e renda (88%), economia do país (88%) e desenvolvimento regional (84%).


Quanto aos destinos preferidos, 64% responderam que preferem cidades menores; enquanto 31% costumam optar por viagens a grandes centros.


Sobre a duração da estadia em cada destino, a maioria dos entrevistados (60%) respondeu que prefere visitar menos lugares e passar mais tempo.


Cerca de 80% responderam que durante a viagem preferem hotéis e restaurantes locais, em vez de grandes redes.



0 comentário

Comments


site_marencanto.png
Senai_Futuro_Digital.jpg
site_marencanto.png
WebBanner_300x300_Buriti.jpg
bottom of page