top of page

PUBLICIDADE

educacao.gif

Notícias

RETRO2023: Maranhão impulsiona o Programa do Artesanato Brasileiro com registros, capacitações e divulgação


Uma das riquezas do Maranhão é a diversidade cultural do seu povo. É possível afirmar que assim como em outros cantos do mundo, no Maranhão, o artesanato se caracteriza por ser uma expressão local única, que transmite nuances da história e tradições do povo maranhense. Por isso, o Governo do Estado, por meio do Centro de Comercialização de Produtos Artesanais do Maranhão (Ceprama), ao longo de 2023, deu suporte aos artesãos para impulsionar o empreendedorismo e a criação de empregos e renda, a partir das habilidades manuais de cada um deles.


Através do Ceprama, um espaço integrado à Secretaria de Estado do Turismo, o Estado tem fortalecido o talento dos artesãos, que demonstram talento e criatividade excepcionais, resultando em peças únicas que, muitas vezes, são apreciadas como obras de arte, o que agrega um valor totalmente diferente do atribuído às produções em série realizadas pela indústria.


Segundo o diretor do Ceprama, Jorge Beckman, o Centro busca estimular os fazeres artístico, cultural, educacional, ambiental e social.


“Estamos disseminando conhecimento e despertando o potencial de cada indivíduo para que eles acreditem mais em si mesmos. Além disso, no segundo semestre, realizamos vários eventos e apresentações, como palestras de apoio aos artesãos que contribuem para o desenvolvimento da identidade local”, explica Jorge Beckman.



A artesã Lúcia Franco, que faz de tudo um pouco- bonecas de pano, sementes, bordados de indumentárias e chapéus de bumba meu boi- fala da honra em viver no mundo do artesanato. No Ceprama, ela realiza o trabalho, diariamente, com muita devoção.


“Eu comecei justamente aqui, no Ceprama, como vendedora de box e depois me descobri como artesã. O Centro fez 34 anos e eu vou completar 33 anos de trabalho. Eu aprendi as técnicas com um indígena da Tribo Guajajara, muito meu amigo, e a partir daí eu fui desenvolvendo outras técnicas. Faço de tudo um pouquinho e vou vivendo no mundo do artesanato que é muito bom, muito bonito e é um trabalho que é feio com amor”, relatou a artesã.


Durante o ano de 2023, no Ceprama, foram realizados: Exposição de Artesanato dos pacientes do Hospital Carlos Macieira, Encontro de Blocos Tradicionais, Homenagem aos palestrantes do Hospital do Câncer, Capacitações dos artesãos do Ceprama sobre Apresentação de Portfólios, entre outras ações.


O Ceprama passou por obras de manutenção e revitalização, incluindo pintura e limpeza do prédio da antiga fábrica e da área externa, com o objetivo de preparar o local para sediar eventos como a 5ª Caravana Federativa, do Governo Federal, Assinatura de Convênios pelo Governador Carlos Brandão, Encontro Cristão, da Igreja Adventista, e Cursos do Corpo de Bombeiros para novos brigadistas.



Cadastros


Atualmente, cerca de 4 mil artesãos estão registrados e ativos no Programa do Artesanato Brasileiro (PAB) no estado. Após o registro, os dados do artesão são inseridos no Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (SICAB) para emissão e entrega da Carteira Nacional do Artesão.

Segundo dados extraídos da plataforma SICAB, ferramenta que permite o cadastramento único dos artesãos do PAB, em 2015, ocorreram cerca de 14 registros de artesãos com carteira, enquanto de janeiro a outubro deste ano, foram emitidas 418 novas carteiras profissionais e renovadas 82.


O aumento no número de artesãos cadastrados também se deve às ações de qualificação profissional, como palestras e cursos realizados pelas Superintendências de Qualificação Profissional, Lençóis e Delta e da Chapada das Mesas, todas coordenadas pela Setur-MA.


Em 2023, a Coordenação Estadual do PAB organizou cursos, palestras e cadastros para os artesãos em diferentes municípios do estado: São Mateus, Paço do Lumiar, São José de Ribamar, Raposa, Alcântara, Tutóia, Carolina, Estreito, Imperatriz e outros pertencentes aos Polos Chapada das Mesas e Lençóis e Delta.


A coordenação do Programa no Maranhão também promoveu palestras abordando o 'Programa do Artesanato Brasileiro' e 'Políticas Públicas para o Artesanato Maranhense', além de fornecer a Carteira de Artesão como identificação profissional. Além disso, apoiou o associativismo e visitas técnicas para disseminar novas perspectivas aos profissionais do artesanato maranhense.


“Nós, da Setur-MA, temos implementado medidas para incentivar esse setor criativo, como o Programa do Artesanato do Maranhão, que promove a valorização e comercialização dos produtos artesanais. Além disso, o Programa Mais Qualificação e Turismo busca capacitar profissionais do setor criativo, visando fortalecer o turismo e impulsionar a economia do estado”, explicou a secretária de Estado de Turismo, Socorro Araújo.


Eventos


Para fortalecer a divulgação das políticas do Programa, a Setur-MA possibilitou, ao longo de 2023, a participação dos artesãos maranhenses na Feira Nacional de Cultura do Ceará (Fenacce) e foram selecionados para o São João e outros eventos locais. Teve artesanato espalhado pelo Ipem, Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão, Praça Maria Aragão, Encontro de Mulheres Parlamentares e Deputadas Estaduais, Festival da Cachaça, Festa da Juçara, Expoindústria e Caravana Municipalista, o que impulsionou as vendas.


No final de setembro, os artesãos participaram de um edital promovido pela Coordenação Estadual do PAB e exibiram cerca de 3.500 peças artesanais na 5ª Fenacce em Fortaleza, de forma marcante com um espaço reservado especificamente para os artesãos mostrarem sua arte.


“Através de um mapeamento completo dos artesãos maranhenses, a coordenação do PAB incentiva e organiza o artesanato nos principais destinos turísticos do Maranhão, para manter um calendário de eventos que proporcione conhecimento, atualização, visibilidade e oportunidades de negócios”, afirmou o Coordenador Estadual do PAB, Carlos Martins.


Cadastro de Artesãos


O artesão interessado em se cadastrar ou recadastrar deverá comparecer ao Ceprama com RG e CPF (original e cópia), uma foto 3×4, cópia do comprovante de residência e demonstração da produção artesanal, com até 3 peças de produção própria.


Após a apresentação, é feita uma avaliação pela equipe técnica da Setur e, caso seja aprovado, o cadastro do artesão será inserido no banco de dados do SICAB para que a Carteira Nacional do Artesão seja emitida e entregue ao beneficiário.


Programa Artesanato no Maranhão


Criado pelo Governo do Estado, a Lei 10.402/2015 que instituiu o Programa Artesanato do Maranhão tem a finalidade de fortalecer e fomentar o desenvolvimento do artesanato maranhense de forma integrada com o turismo, visando a melhoria das condições de vida do artesão e preservando os aspectos culturais do Estado.


Informação: Turismo MA

0 comentário

Comments


site_marencanto.png
Senai_Futuro_Digital.jpg
site_marencanto.png
WebBanner_300x300_Buriti.jpg
bottom of page