top of page

PUBLICIDADE

educacao.gif

Notícias

Sebrae integrada com a ABAV Expo, apresenta roteiros de regiões do Brasil que fogem do tradicional


Representantes do Sebrae de diversos estados do Brasil se reuniram em um brunch, no hotel Windsor Barra, no Rio de Janeiro, para apresentar aos jornalistas de várias regiões do país, seis roteiros turísticos especiais. A iniciativa é uma ação integrada com a ABAV Expo, organizada pela ABAV Nacional.


Ana Clévia Guerreiro, coordenadora nacional do Sebrae de turismo, economia criativa e artesanato abriu o encontro ressaltando a importância de eventos que valorizem o turismo brasileiro. “Eu amo trabalhar este setor, porque ele permite a inclusão das pessoas do território visitado. Cria-se um espaço para aqueles que não possuem visibilidade, como o turismo comunitário, passando pelos povos quilombolas, as culturas tradicionais e populares. Já ouvi relatos emocionantes de uma pessoa que disse que o turismo o fez se sentir importante. É isso que queremos: fazer as pessoas se sentirem importantes, valorizadas e reconhecidas”.


Admary Monteiro Barbosa, colaboradora do Sebrae Tocantis, trabalha no Jalapão e falou um pouco sobre a Rota Quilombola Jalapão, uma jornada pela cultura e história afro-brasileira. “Esse projeto tem o objetivo de levar o visitante para uma viagem fascinante pela cultura e história negras, em uma das regiões mais ricas do Brasil. Um rota que explora as tradições, lutas e contribuições dos quilombos”, explica.


O Rio Grande do Norte também esteve presente através do Seridó Geoparque Mundial da Unesco, apresentado por Yves Guerra de Carvalho. Trata-se de áreas geográficas únicas e unificadas, onde os locais e as paisagens de significado internacional são gerenciados com um conceito holístico de proteção, educação e desenvolvimento sustentável. “A nossa região tem potencial turístico, criação de empregos e geração de renda. Podemos dizer que o Rio Grande do Norte é um mundo de possibilidades”.


O empresário Paulo Gusmão, do Rio Grande do Sul, apresentou as maravilhas da Costa Doce Gaúcha, que reúne a beleza arquitetônica da imigração ibérica em uma região tocada pela imensidão das águas lagunares e pela costa oceânica, destino de sol e praia consagrados por gaúchos, uruguaios e argentinos. “Descendentes dos imigrantes germânicos diversificam a oferta com os roteiros coloniais e o Caminho Pomerano, em paisagens de rara beleza e forte identidade cultural. A arquitetura e as praias doces e salgadas são o tesouro da Costa Doce. Possuímos muitos produtos consolidados e estamos crescendo cada vez mais, seja na gastronomia, na cultura ou no turismo”.


Conhecido por suas delícias gastronômicas, o Pará mostrou que é possível trazer para o cenário turístico, causas como sustentabilidade e a inclusão da comunidade local. “O nosso roteiro é completo. O turista consegue fazer parte do roteiro, não só passar por ele. O Pará tem cheiro, cor, sabor e calor humano”, afirma a empresária Narmy de Paula. A região tem como destaque um passeio para a Ilha do Combu, que fica a cerca de 32 minutos de barco da Capital do Estado. A ilha é a mais próxima de Belém e é muito conhecida pela produção de açaí e cacau.


O estado do Rio de Janeiro, representado por Tais Araújo, do Sebrae Rio, surpreendeu ao apresentar o projeto Raízes Cariocas. Nele, há 22 roteiros de experiências que tem como objetivo redescobrir o estado. “Queremos mostrar um outro olhar do Rio de Janeiro, sem ser a praia de Copacabana, o Maracanã, o Pão de Açúcar e tantos outros pontos turísticos já tão falados. Vamos voltar um pouco para o Rio Imperial visitando Paquetá, Vassouras, a região serrana como Teresópolis, Quissamã, Casimiro de Abreu e muitas outras cidades que possuem muita história pra contar”.


Com o intuito de dar visibilidade para as cidades rurais de Goiás, a região lançou a Rota dos Pirineus – Queijos e Vinhos de Goiás, formada por Corumbá de Goiás, Cocalzinho de Goiás e Pirenópolis. Os saborosos queijos, vinhos de uvas europeias e os inovadores vinhos de jabuticaba, a rota valoriza os ruralistas e atrai turistas que buscam pelo charme das cidades interioranas. O visitante também pode montar um roteiro personalizado, acompanhar o processo de produção do queijo e participar de degustações.


ABAV Expo 2023 recebe mais de 42 mil participantes e mostra a potência do setor de Turismo


A edição da ABAV Expo 2023 bateu um recorde: foram 42.371 participantes durante os três dias de evento. São 63% a mais do que no ano passado. Este é o maior número de pessoas de todas as edições do evento. Além disso, 58% da planta da ABAV Expo de Brasília, apresentada ao público hoje, já está reservada. O retorno da maior feira de Turismo da América Latina para o Rio de Janeiro mostrou um movimento positivo para o setor e já existe uma grande expectativa para as edições de 2024 e 2025.


“Ontem, eu disse aqui que esta edição da ABAV Expo está sendo um sucesso, e hoje, eu reafirmo isso. Esse número de participantes mostra que estamos fazendo o nosso trabalho do jeito certo. Estamos levando o turismo brasileiro para outro nível, derrubando barreiras e fazendo conexões internacionais. Trouxemos compradores, geramos negócio, criamos emprego e renda, mas, acima de tudo, proporcionamos um espaço de troca, de parceria, de oportunidades e já deixamos um gostinho de quero mais. Que venha a ABAV Expo 2024”, comemorou Magda Nassar, presidente da ABAV Nacional.


As palestras e capacitações da ABAVtalks também conquistaram o público: foram mais de 6 mil pessoas compartilhando conhecimentos sobre ESG, diversidade, negócio, inovação, empregabilidade tecnologia, Afroturismo e muito mais.


Priscila Corrêa, carioca e estudante de turismo, veio aos três dias de evento. Para ela, as palestras são muito mais do que horas complementares no currículo acadêmico. “Nesses dias, eu encontrei tantas pessoas que eu admiro na área e pude aprender tanto com as rodas de conversa, que parece que fiz um curso intensivo. O Turismo é um negócio, que precisa ser visto como tal. Na universidade, a gente tem esse olhar mais ingênuo para o setor. Aqui, pude entender melhor o mercado, as oportunidades, a geração de renda e outros pontos importantes para a minha futura carreira”.


Para Carolina Nascimento, moradora da periferia e uma estudiosa da temática ESG, ter a oportunidade de ver nomes respeitados da área falar sobre o tema é algo imperdível. “Essa discussão, muitas vezes não sobe a comunidade ou vai até as áreas carentes. Parece improvável, mas muitos dos meus vizinhos não sabem o que é sustentabilidade, muito menos o significado da sigla ESG. Por isso, eu, que amo turismo, e me interesso pelas práticas ESG, fiz questão de estar aqui para absorver todo conhecimento possível. Também quero ter as ferramentas necessárias para cuidar do planeta”.


Tax Free é implementada


Gustavo Tutuca, Secretário de Turismo do Estado do Rio de Janeiro, anunciou, na tarde desta sexta-feira, na ABAV Expo, detalhes sobre a implementação do Tax Free em quatro estados do país: Rio de Janeiro, Minas Gerais, Ceará e Rio Grande do Norte. Tutuca confirmou que o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) aprovou a proposta apresentada pelo Rio de Janeiro. Para a isenção de impostos começar a valer no Rio de Janeiro, a medida terá que ser votada na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). Segundo ele, cada estado que quiser aderir a iniciativa deverá criar políticas tributárias próprias.


“Ainda temos uma grande trajetória a ser percorrida, mas vale salientar que mais de 80 países, em todo o mundo, já contam com essa prática de benefício fiscal. Para nós da área de turismo é muito gratificante darmos esta grande notícia em plena ABAV Expo 2023, maior feira do setor da América Latina. Essa ação atrairá mais turistas internacionais e, por incrível que pareça, de acordo com a pesquisa da Fecomércio-RJ, trará mais lucro para os estados que aderirem”, afirma Tutuca. Para que o benefício entre em vigor até a metade do próximo ano, meta do Secretário, será preciso contar com o apoio dos deputados da Alerj para incluir o projeto no orçamento anual, que será votado até novembro.


Segundo Otávio Leite, assessor da presidência da Fecomércio RJ, a instituição ofereceu no bojo dessa trajetória uma contribuição muito significativa que foi a realização de uma pesquisa científica junto a turistas internacionais no momento que eles estavam para embarcar para assuas respectivas cidades fazendo uma série de perguntas para medir o peso e a repercussão que esse instrumento turístico e tributário poderia trazer de benefício e dividendos.


O Presidente da ABAV-RJ, Luiz Strauss, destacou que o projeto é de grande relevância. “Para o estado do Rio de Janeiro o Tax Free é de grande importância, pois somos o destino que mais recebe turista internacional no país e essa ferramenta fará com que mais viajantes de todo o mundo possam selecionar o Rio como destino”, conclui.


Planta da 51ª ABAV Expo é apresentada


Os expositores da próxima da ABAV Expo já podem se organizar para escolher o seu espaço na edição de 2024 da feira. Nesta sexta-feira, foi apresentada a planta do evento que será realizado nos dias 25, 26 e 27 de setembro, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, no Distrito Federal.


"Acabamos de lançar a planta dos expositores da próxima ABAV Expo. É uma planta muito especial para nós, pois nunca fizemos o evento em um espaço como o Estádio Mané Garrincha, que tem se mostrado superpreparado para nos receber. Todas as visitas técnicas que fizemos fez com que nos apaixonássemos pelo local e nos deu a confiança de escolher Brasília como nosso próximo destino", afirma Magda Nassar.


Jornada ESG


Uma das palestras da ABAVTalks desta sexta-feira foi a Jornada ESG: iniciativas nos âmbitos ESG aplicadas aos destinos e negócios do Turismo. Estiveram presentes: Bruno Reis, da EMBRATUR, Ana Clévia Guerreiro, do Sebrae, Sheila Aquino, da Fecomércio RJ e Paulo Pires, da Localiza.


Ana Clévia Guerreiro reforçou que ela considera tratar a temática ESG, principalmente no mundo dos negócios, como um fator urgente. “Este tema nos convida a refletir o que fazemos para um mundo melhor. Este é um grande desafio que temos enquanto humanidade. No Sebrae, trabalhamos com pequenos negócios. Nos anos 90, criamos o Sebrae Tech, programa que apoia financeiramente as inovações dos pequenos negócios. Nele, nós subsidiamos 70% para ações ESG e o empreendedor custeia os outros 30%. É importante lembrar que essa caminhada é para todos nós: quem consome e quem empreende, tanto que nos últimos tempos, muitas empresas estão aplicando o seu investimento em negócios que se comunicam com as práticas ESG”.


Sheila Aquino, apresentou o Programa ASG da Fecomércio, que se dedica a impulsionar a sustentabilidade socioambiental, a ética, e a inclusão no comércio de bens, serviços e turismo do Rio de Janeiro. “O nosso compromisso é ser um catalisador de mudanças positivas, promovendo o desenvolvimento de gente e territórios através de nossas casas e parcerias estratégicas, visando um futuro mais justo e sustentável para todos”.


Bruno Reis mostrou que a mudança precisa ser feita, em primeiro lugar, dentro de casa. Ele contou que na EMBRATUR há uma gerência para avaliar as ações internas. Uma delas é o Lixo Zero, que impede a produção de papel dentro da instituição. Outro ponto apresentado por ele foi o fato de que os clientes também já se preocupam e querem saber se o destisno que recebem como indicação de passeio respeita as práticas de ESG. “Acredito que a grande questão que temos que pensar é pra quem que a gente vai ter que prestar conta? Eu entendo que é para o Meio Ambiente”.


Paulo Pires explicou que para a Localiza, no quesito da sustentabilidade, o mais importante é reduzir os gases que colaboram com o efeito estufa. Mas, ele optou por se debruçar sobre a questão social da causa. “Na nossa empresa, temos o grupo de equidade, LGBTQIAPN+, refugiados, e este ano, começamos com o grupo de etarismo. Em breve, a maioria da população do mundo terá mais de 50 anos e essas pessoas precisam ter suporte profissional e de saúde. Também tem a questão das mulheres. Somos um país no qual mais de 50% das pessoas são mulheres, mas isso não se reflete nos cargos de liderança. Estamos trabalhando para mudar isso”.


Palestra Afroturismo


Gabriela Palma, uma das fundadoras do Sou+Carioca, projeto de turismo que revive a cidade do Rio de Janeiro trilhando novos caminhos, reforçando a essência do turismo afro, participou de uma palestra sobre Afroturismo e dividiu seus conhecimentos sobre o tema ao lado de Denise Rodrigues, mestre em Turismo pela USP e Karolynne Duarte, fundadora do projeto Guiadas Urbanas.


Na roda de conversa, Gabriela trouxe a sua visão sobre o que é inovador no setor do Afroturismo. Segundo ela, poder falar de narrativas pretas no mundo já é uma grande inovação. A guia turística ainda lembra que o mercado de Afroturismo segue sendo visto com desconfiança no mundo dos negócios. “Não acreditam que é possível gerar renda com este tipo de turismo. Ele faz dinheiro, mas também não adianta entrar só pelo dinheiro. É preciso estar preparado para contar uma história que ninguém está contando e que não nos foi contada na escola. É preciso fazer com propósito”, explica Gabriela. Denise Rodrigues complementa: “Falar de futuro é falar da resistência preta dentro do turismo. Nós lidamos com memórias, aquelas que a pretensa modernização passou por cima”.


Karolynne Duarte falou um pouco do trabalho desenvolvido pelo seu projeto, um empreendimento de turismo receptivo que desenvolve um negócio social onde o foco é fazer um trabalho de memória e valorização do espaço urbano e periférico da cidade (subúrbio e favela), promovendo Afroturismo, Turismo Cultural Suburbano e de Base Comunitária da cidade.


“Apresentamos um Rio de Janeiro além dos cartões postais. Nossa missão desde janeiro de 2013, é desenvolver um novo segmento do turismo que é o turismo cultural suburbano. Neste segmento, trabalhamos os conceitos urbanísticos de subúrbio, favela e suas culturas. Sendo assim, todo passeio turístico acontece com foco nos atributos locais que são resultados de mapas mentais e afetivos do bairro. No fim do passeio, promovemos o contato com a cultura popular”.


Roteiros fora do tradicional


Nesta sexta-feira, representantes do Sebrae de diversos estados do Brasil se reuniram em um brunch, no hotel Windsor Barra, no Rio de Janeiro, para apresentar aos jornalistas de várias regiões do país, seis roteiros turísticos especiais. A iniciativa é uma ação integrada com a ABAV Expo, organizada pela ABAV Nacional.


Ana Clévia Guerreiro, coordenadora do Sebrae Nacional de turismo, economia criativa e artesanato abriu o encontro ressaltando a importância de eventos que valorizem o turismo brasileiro. “Eu amo trabalhar este setor, porque ele permite a inclusão das pessoas do território visitado. Cria-se um espaço para aqueles que não possuem visibilidade, como o turismo comunitário, passando pelos povos quilombolas, as culturas tradicionais e populares. Já ouvi relatos emocionantes de uma pessoa que disse que o turismo o fez se sentir importante. É isso que queremos: fazer as pessoas se sentirem importantes, valorizadas e reconhecidas”.


Foram apresentados os seguintes destinos: Rota Quilombola Jalapão, uma jornada pela cultura e história afro-brasileira, Seridó Geoparque Mundial da Unesco, Costa Doce Gaúcha - Ecoturismo, Turismo histórico e Cultural e Turismo Rural, Pará, Raízes Cariocas e Rota dos Pirineus – Queijos e Vinhos de Goiás.


Sobre a ABAV Nacional


A ABAV Nacional (Associação Brasileira de Agências de Viagens) é reconhecida como uma das principais entidades de Turismo do Brasil. Presente nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal, foi fundada em 1953, possui crescente força política e sua base é composta por mais de 2 mil empresas associadas, entre agências de viagens, operadoras e consolidadoras, que juntas respondem por cerca de 80% de toda a movimentação de vendas e distribuição de produtos e serviços turísticos no país.


A entidade tem entre seus objetivos difundir a educação através do seu Instituto de Capacitação e Certificação (ICCABAV), com promoção de cursos, palestras, estudos e na gestão e curadoria da área educacional da ABAV Expo, a ABAV Talks. Globalmente, a ABAV Nacional é co-fundadora do Fórum Latino-Americano de Turismo (Folatur).


Sobre a ABAV Expo


A ABAV Nacional organiza a ABAV Expo, que é o maior evento do mercado do Turismo brasileiro e uma das principais do calendário latino-americano. Reúne os principais players do Turismo do Brasil e do mundo e é a grande vitrine e o ponto de encontro para o lançamento de novidades e apresentação de tendências para o mercado profissional do turismo, além de ser um ambiente de negócios, relacionamento e capacitações. Está em sua 50ª edição e é organizada e realizada pela ABAV Nacional. Foi apontada por 72% dos profissionais da indústria como o evento de maior relevância para participar em 2022, segundo pesquisa da ABAV em parceria com o SEBRAE, realizada em junho de 2021.


Em 2021, retornou à sua característica itinerante, foi o primeiro grande evento teste seguindo os protocolos sanitários pós vacinação da Covid-19 e aconteceu em Fortaleza. Arrecadou R$ 5,24 milhões de receita para a capital cearense. Com uma permanência média de 3,6 dias, cada visitante deixou na cidade R$ 693,26/dia em gastos com hospedagem (34,1%), compras (27,5%), alimentação (16,9%), entretenimento (11,7%) e transporte (9,8%). De acordo com o relatório produzido pelo Observatório de Turismo, os gastos com o fluxo turístico apresentaram impacto estimado em R$ 7,1 milhões na produção da economia de Fortaleza.


Em 2022, o evento foi realizado no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. Os indicadores econômicos, segundo a pesquisa realizada pela Secretaria de Turismo e Lazer do Estado de Pernambuco, por meio da EMPETUR e com o apoio do Observatório do Turismo, demonstram que a rede hoteleira no Grande Recife (Recife/Olinda e Jaboatão dos Guararapes) teve uma ocupação média de 88,52%. O fluxo de hóspedes nos hotéis foi de 26.017 turistas, com uma estadia média de 4,5 dias e valor médio de R$2.199,36. A receita turística bruta no período foi de R$84,5 milhões.


Para saber mais sobre a ABAV Expo, acesse: www.abavexpo.com.br

0 comentário

Comments


site_marencanto.png
Senai_Futuro_Digital.jpg
site_marencanto.png
WebBanner_300x300_Buriti.jpg
bottom of page