top of page

PUBLICIDADE

educacao.gif

Notícias

Seminário discute políticas para Comunidades Quilombolas

Mais de cem pessoas acompanharam a programação do primeiro dia

Representantes de onze municípios e população quilombola do Polo Floresta dos Guarás participaram, nesta segunda-feira (04), do “1º Seminário Comunidades Tradicionais - Produção, Cultura e Turismo na Floresta dos Guarás”. O evento integra ações do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Turismo (Setur-MA) e Secretaria Extraordinária de Igualdade Racial (SEIR), em parceria com o Consórcio Intermunicipal da Floresta dos Guarás (ConGuarás) e da Prefeitura de Bequimão, cidade que sedia o evento até hoje, 05. No seminário, foram apresentados para as comunidades temas relacionados às políticas afirmativas, Cultura, Turismo e regularização fundiária.


De acordo com Socorro Araújo, secretária de Estado do Turismo (Setur-MA), o Seminário está sendo um preparatório para o turismo que contempla as comunidades tradicionais, quilombolas e indígenas: “Neste encontro, estamos falando de terras, políticas públicas e turismo que são fundamentais dentro das comunidades tradicionais do Polo Floresta dos Guarás. Falamos também dos direitos que estas comunidades devem continuar pleiteando junto ao Governo do Estado, para que possamos conseguir viabilizar e implementar as medidas necessárias”.


Gerson Pinheiro, secretário da SEIR-MA, destacou a importância do momento que celebra avanços da política para o povo negro do Maranhão: “Hoje é dia de celebrar nossa conquista coletiva da resistência das comunidades quilombolas. Este é um momento especial e de valor histórico, pois demonstra o compromisso do Estado para assegurar a pauta dos movimentos tradicionais, que é a garantia dos territórios”, enfatizou.


O secretário de Igualdade Racial do município Bequimão, Fábio Costa Silva, disse que o Seminário reflete o compromisso do governador Carlos Brandão com o reconhecimento dos territórios quilombolas: “Para além do acesso à terra e do empoderamento dos povos tradicionais, é pensar no turismo de base comunitária que valorize a cultura e a identidade das comunidades. Temos que intensificar as políticas públicas para fazer avançar as pautas das populações tradicionais, na perspectiva do bem viver”.


José Maria Mafra Ribeiro, quilombola e presidente do Fórum da Rota Quilombola do Litoral Ocidental Maranhense, que integra 11 municípios- de Alcântara a Apicum-Açú, ressaltou o porquê do encontro ser tão importante para a população local: “Este momento que vivemos hoje significa o caminho que pode tirar o nosso povo da invisibilidade. É a colheita de uma luta histórica. O ato de dialogar, que é o que acontece neste Seminário, demonstra o cuidado do Estado, que deve ser permanente”.


Proprietária da Pousada Castro, em Bequimão, Giovanna Maria de Castro elogia e fala que o turismo do polo Floresta dos Guarás está em pleno desenvolvimento após os últimos investimentos do Governo do Estado na região da baixada maranhense. “O turismo em Bequimão está se expandindo. Cada vez mais, a gente vê o movimento, as coisas acontecendo e, depois da rodovia MA-211 que dá acesso à Ponte Central- Bequimão que o Governo do Estado trouxe pra nós, estamos vendo o turismo fortalecer todos os municípios que fazem parte da Rota dos Guarás”, informou.


A chefe de divisão da informação rural, da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural – Agerp, Flavia Nubia, participou e contribuiu com o Seminário falando sobre a ação de implantação de tecnologias nas cadeias produtivas. “Para promover o desenvolvimento sustentável gerando renda ao público da agricultura familiar, os técnicos da Agerp orientam as comunidades sobre práticas sustentáveis de turismo que respeitem o meio ambiente e a cultura local, garantindo que o turismo não prejudique os recursos naturais e culturais. As principais comunidades da agricultura familiar são: quilombolas, extrativistas, ribeirinhas e das quebradeiras de coco”, explicou.


Durante o seminário, as professoras de turismo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão – IFMA fizeram a entrega do Inventário Turístico do município de Bequimão para a secretária Socorro Araújo. O Inventário Turístico foi desenvolvido pela profª. Me. Ana Jessica Corrêa Santos, Prof. Me. Jhonny Silva Gomes e Profª Me. Luciana Luísa Chaves Castro, orientada pelo Prof. Me. Jorge Renato Santos da Silva.


Na mesa de debates sobre o Turismo de Base Comunitária, a técnica de Turismo da Setur-MA, Samya Campos, abordou os conceitos e experiências turísticas, exemplificando com pesquisas. Ela finalizou a fala explicando as ações da Setur-MA, dentro do TBC. “Estamos trabalhando no fomento, apoio e criação de roteiros do Turismo de Base Comunitária com foco no potencial de cada localidade por meio das ações do Programa Expedições de Turismo”, ressalta Campos.


A profª. Doutora Mônica Araújo, que integra o Departamento de Turismo e Hotelaria da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), participou do debate do Empreendedorismo com foco no TBC. Ela agradeceu o convite feito pelo Governo do Estado, ressaltando a importância da participação da universidade nos debates junto às comunidades quilombolas: “É uma honra estarmos aqui. Eu agradeço o convite do Governo do Estado, por meio da professora Socorro Araújo e do secretário Gerson Pinheiro, porque esse espaço é muito importante. É dentro das escolas e universidades que criamos ambientes de debates das políticas sobre o Turismo dentro das Comunidades Quilombolas”, afirmou.


Da primeira mesa redonda sobre Turismo de Base Comunitária (TBC) participaram o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - Sebrae, Universidade Federal do Maranhão - UFMA, Seir- MA, Setur- MA, Consórcio Conguarás, dos municípios da região da Baixada Ocidental Maranhense e do Fórum Quilombola.


Após o primeiro dia de atividade, houve a atração cultural do Tambor de Crioula Coroa de São Benedito do Quilombo de Santa Rita, do município de Bequimão.


Programação


Na manhã desta terça- feira, 05, está programado o 2º Painel de Debates: Turismo, Educação Ambiental e Produção Sustentável com a participação de representantes da Setur-MA, Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais - SEMA, Seir-MA, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão - IFMA, Consórcio Conguarás e do Fórum Quilombola. No período vespertino, ocorrerá o encerramento do Seminário com o 3º Painel de Debates e apresentação de ações já desenvolvidas pelos representantes da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar - SAF, Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural¬¬- Agerp- MA, Secretaria de Estado do Trabalho e Economia Solidária - Setres, Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social - Sedes e Consórcio Conguarás.


Informação: Turismo MA

0 comentário

Comments


site_marencanto.png
Senai_Futuro_Digital.jpg
site_marencanto.png
WebBanner_300x300_Buriti.jpg
bottom of page