top of page

PUBLICIDADE

educacao.gif

Notícias

Unesco anuncia os 18 novos geoparques mundiais (e um deles fica no Brasil)

Estes são os novos paraísos naturais que entram este ano na lista da Unesco. Chegou a hora de descobrir quais são

Como todos os anos, a UNESCO adicionou novos Geoparques Globais à sua lista. Em 2024, 18 novos geoparques serão adicionados, elevando o número para 213 em 48 países. Os novos estão localizados no Brasil, China, Croácia, Dinamarca, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Polônia, Portugal e Espanha. E há um novo geoparque transfronteiriço que abrange a Bélgica e a Holanda.


A designação anual de geoparques pela UNESCO começou em 2015 e é uma forma de reconhecer o patrimônio geológico de importância internacional. “Os geoparques atendem às comunidades locais, combinando a conservação de seu importante patrimônio geológico com o alcance público e uma abordagem sustentável para o desenvolvimento”, afirmam.


Um dos principais objetivos da UNESCO com essa iniciativa é promover ainda mais esses locais raros, mesmo em continentes como a África e a Ásia (Estados Árabes).


A seguir confira os novos geoparques mundiais da UNESCO.


Os novos geoparques nacionais


China

A China é um dos países mais geoparques este ano. Entre eles estão o Geoparque Global da UNESCO Linxia, o Geoparque Global da UNESCO Enshi Grand Canyon-Tenglongdong Cave, o Geoparque Global da UNESCO Longyan, o Geoparque Global da UNESCO Monte Changbaishan, o Geoparque Global da UNESCO Wugongshan e o Geoparque Global da UNESCO Xingyi.


Todos os cinco mostram uma beleza desconhecida e uma face mais amigável de um dos maiores países do mundo. A foto acima mostra um deles, o Geoparque Xingyin na província de Guizhou. É um tesouro geológico com paisagens naturais deslumbrantes, como a Garganta do Rio Malinghe, com mais de 100 cachoeiras em períodos fortes de chuvas. Wanfenglin exime mais de 20 mil picos cársticos, estendendo-se até onde a vista alcança, e foi escolhido como um dos quatro pontos cênicos da China em 2013. O local é especialmente popular entre os colecionadores de fósseis, pois preserva alguns fósseis da era ladina (aproximadamente 242 milhões de anos atrás). Esses fósseis de peixes e répteis marinhos oferecem uma visão inigualável da transição da vida marinha dos habitats próximos à costa para as profundezas do oceano.


Brasil

O Geoparque Global da UNESCO em Uberaba, apelidado de "Terra de Gigantes", fica no Brasil e também foi integrado este ano. Ele está localizado no segundo maior bioma da América do Sul e tem um patrimônio paleontológico muito rico. O desenvolvimento social, cultural e econômico da região é em grande parte atribuído ao espírito pioneiro dos fazendeiros locais que introduziram a raça de gado zebu no final do século 19. Isso não apenas revolucionou o mercado brasileiro de gado, mas também serve hoje como referência internacional para a pecuária que produz menos emissões de CO2.


Os geoparques da Europa


Espanha


Um total de 11 geoparques foram designados na Europa este ano, um deles na Espanha. Estamos falando do Volcanes del Campo de Calatrava, em Ciudad Real. O geoparque abriga a jazida de mineração de mercúrio mais prolífica do mundo, na região de Almadén, onde ele é extraído há mais de 2.500 anos. Essa é a única mina de mercúrio do mundo que foi explorada desde os tempos romanos até os dias atuais. A forte presença de mercúrio se deve a uma erupção vulcânica submarina de Surtsey, ocorrida há 420 milhões de anos.


A área de Puertollano do geoparque foi chamada de “Pompeia Paleobotânica” do planeta, devido aos seus excepcionais fósseis de plantas e animais preservados após uma grande erupção vulcânica ocorrida há 300 milhões de anos.


Portugal


O geoparque global oeste da UNESCO, em Portugal, está localizado ao longo da costa centro-oeste e abrange mais de 72 quilômetros de litoral atlântico, com mais de 15 quilômetros de praias arenosas. Esse geoparque tem um patrimônio paleontológico excepcional, com mais de 180 sítios fósseis, incluindo os restos de 12 espécies diferentes de dinossauros. O geoparque abriga dois locais de ninhos de dinossauros fossilizados com embriões, dos quais existem apenas 12 em todo o mundo.


França


O geoparque mundial da UNESCO Normandie-Maine, na França, fica em uma região pastoral tranquila, rica em aldeias, cidades e prados, e se estende pelos departamentos da Normandia e Pays de la Loire. “Em meio à tranquilidade, você encontrará vestígios notáveis de uma história geológica que abrange 600 milhões de anos, incluindo escarpas rochosas, penhascos íngremes, corredeiras de água branca e antigos sítios megalíticos”, diz a UNESCO. O geoparque mundial Amórica da UNESCO, também na França, oferece uma viagem por mais de 500 milhões de anos de história geológica.


Grécia


Na Grécia, o geoparque incluído é mais familiar. Meteora Pyli está localizada na pitoresca região da Tessália e é famoso pelas imponentes colunas de arenito de Meteora, que atingem alturas de até 300 metros. No topo desses “pilares do céu” estão os icônicos mosteiros bizantinos, construídos entre os séculos XIII e XVI. Eles são adornados com afrescos do século XVI, que marcam um estágio fundamental no desenvolvimento da pintura pós-bizantina e oferecem uma visão rica da história religiosa e do patrimônio artístico da região.


Informação: Casa Vogue

0 comentário

Comments


site_marencanto.png
Senai_Futuro_Digital.jpg
site_marencanto.png
WebBanner_300x300_Buriti.jpg
bottom of page